As startups e fintechs trazem inovação em seu DNA. Na verdade, todo este mercado respira inovação e busca reciclar conceitos à procura do melhor desempenho para os recursos envolvidos. 

Nesse movimento, surgem departamentos novos, fruto de novas culturas de mercado. As pessoas assumem papéis e responsabilidades menos tradicionais – condensando diversas funções ou ainda atuando de forma bastante específica. São nas startups que eclodem todas as inovações geradas no mercado.

Essa avalanche de novidades é refletida na linguagem de tais empresas que trazem um glossário de cargos e funções inédito para muitos. Para diminuir essa dissonância, trouxemos uma lista completa de cargos e funções frequentemente mencionados no universo das startups e fintechs. O que é um CFO? O que significa COO? O que faz um Product Owner? Confira abaixo a resposta para esta e diversas outras incógnitas sobre cargos em uma fintech.

C-Level

A letra C é referência à palavra chief (chefe, no inglês). C-Level ou C-Suite são cargos executivos de liderança, assumidos pelas pessoas que atuam como líderes nas diversas verticais do negócio. Responsáveis por tomar decisões de alto impacto, os executivos C-Level participam ativamente da estratégia da empresa. Dentre os mais comuns, encontram-se:

  • CEO (Chief Executive Officer): é o nível mais alto dentre os executivos no mundo corporativo. Decide sobre a direção e estratégia da empresa.
  • CFO (Chief Financial Officer): líder da área de finanças. Com uma mentalidade global da empresa, ele responde pelas finanças e atua estrategicamente nessa vertical da empresa.
  • COO (Chief Operating Officer): chefe dirigente de toda estrutura de operações da empresa.
  • CMO (Chief Marketing Officer): chefe responsável pelas operações de marketing e branding (marca).
  • CTO (Chief Technology Officer): comanda a equipe de tecnologia e inovação. É o “cabeça” por trás da infraestrutura tecnológica da empresa.
  • CHRO (Chief Human Resources Officer): mais comum em empresas de grande porte, ele é o principal executivo de recursos humanos.
  • CXO (Chief Experience Officer): é o diretor de experiência. Ele orienta toda a empresa para as necessidades do cliente.

Houve épocas em que o “head” (em inglês, cabeça) estava em alta e tal expressão ainda é bastante usada. Head de Marketing, Head de Desenvolvimento e assim por diante. O CEO, principal executivo de uma startup como vimos acima, passava a ser chamado de Head. O cargo representa o que se espera deste profissional: que ele seja o cabeça. À frente de uma missão, departamento ou organização, ele é responsável em fazê-la acontecer.

Júnior, pleno e sênior

Apesar dessa denominação gerar muita divergência no mercado, ela é muito popular. Esse modelo busca organizar os grupos de cargos segundo a complexidade das tarefas e a maturidade profissional para que, dessa forma, as empresas consigam organizar a carreira dos colaboradores. 

No nível júnior estão os cargos com menor complexidade de tarefas. As exigências de competências profissionais e experiência são baixas – como consequência, sua autonomia para decisões também assim são.

A complexidade aumenta nas tarefas do nível pleno. Com maior capacitação e experiência, sua melhor capacidade de tomada de decisão também é reconhecida. Consideremos aqui profissionais com 5 a dez anos de experiência. 

Profissionais no nível sênior se deparam com uma ampla variedade de tarefas de alta complexidade. Deste nível é esperado maturidade profissional e emocional, poder de decisão e capacidade para liderar.

Existe ainda o nível master. Geralmente, profissionais com mais de 15 anos de experiência na área e com alguma pós-graduação. Não raramente já ocupou cargos de gestão e possui certificações. À eles é dada autonomia plena para atuar e costumam gerenciar projetos.

Sociedade

Cap table (redução de capitalization table) é a tabela onde são descritos quem são os acionistas de uma empresa com o detalhamento da real participação de cada um dos sócios.

Board é outro termo bastante comum. Ele faz referência ao conselho (ou conselho de administração) de uma empresa, que pode ser composto por não-sócios, inclusive. Este grupo de profissionais experientes acompanham o trabalho realizado pela diretoria. Os membros são chamados de board members.

Scrum e cultura ágil

Existe uma nomenclatura padrão frequentemente utilizada para representar os papéis de cada agente dentro desta metodologia de gerenciamento de projetos. Estes papéis não são cargos. Eles nomeiam os papéis dos indivíduos nesta cultura de trabalho.

  • Scrum Master: é o guardião do processo. É responsável por fazer o processo correr bem, garantindo a cultura ágil, removendo os obstáculos que atrapalham a produtividade, organizando e facilitando as atividades.
  • Product Owner: é dono do produto. É ele quem faz a conexão técnica entre a empresa que desenvolve e os clientes que a contratam, provendo a equipe com conhecimento do negócio para que o produto tenha sucesso.
  • Time de desenvolvimento: grupo de indivíduos trabalhando juntos para desenvolver e entregar os projetos solicitados. Pode conter engenheiros de software, arquitetos, programadores, analistas de sistema, administradores de sistema, analista de testes (QA testers), UI Designers e outros.

Produto

Product Manager ou PM (gerente de produto) é o cargo responsável pelo desenvolvimento de produtos para uma organização. Neste artigo, entendemos produtos como produtos digitais: plataformas, aplicativos, interfaces digitais, etc. Com o mercado digital aquecido, os Product Managers estão em alta. Eles trabalham conectando experiência de usuários, tecnologia e negócios.

Customer Experience

Analista de Customer Experience é a denominação mais popular para o profissional responsável pela experiência do cliente em uma empresa. Sua preocupação é garantir que o cliente tenha uma experiência agradável em todos os pontos de contato com a marca. Também pode ser chamado de Customer Experience Manager (CXM). Com frequência essa função é incorporada por profissionais de marketing, comunicação ou design.

Customer Success

Gestor de customer success, analista de customer success ou gerente de customer success são as variações usadas para o profissional responsável pelo sucesso do cliente dentro da empresa. CS ou Customer Success é a área da empresa interessada em garantir o sucesso do cliente como consumidor, garantindo que ele usufrua do benefício entregue pelo produto e permaneça satisfeito.

Sobre os autores

James Raul Withoeft
James Raul Withoeft
Publicitário e Designer em | LinkedIn | Mais publicações

Possui formação em Comunicação Social com habilitação em publicidade e propaganda e vasta experiência em branding, direção de arte publicitária, design gráfico, projetos editoriais, CX, UX e UI.

Maycon Juan
Maycon Juan
Novos Negócios e Marketing em | LinkedIn | Mais publicações
Kelvin Cassiano Weizenmann
Kelvin Cassiano Weizenmann
Executivo de negócios na Atar B2B em | LinkedIn | Mais publicações

Criativo, inovador inconformado, viajante e com alma de negociador. Formação em administração / Susep / CPA 10.